ANÁLISE DA SAZONALIDADE DA DEMANDA DOS ITENS DE ALTO VALOR AGREGADO: APLICAÇÃO DO TESTE NÃO-PARAMÉTRICO DE KRUSKAL-WALLIS EM UMA MULTINACIONAL DO SETOR DE ÓLEO E GÁS

Marcos dos Santos, Daniel V. Vianna, Fabrício C. Dias, Marcone F. dos Reis

Resumo


Este trabalho tem o propósito de realizar o Teste não-paramétrico de Kruskal Wallis sobre uma série histórica de consumo dos itens mais importantes de uma multinacional do setor de óleo e gás. O objetivo do estudo é verificar se há sazonalidade na demanda dos mesmos, assim propondo um modelo de previsão mais aderente para cada um. A empresa possui um estoque estimado em US$ 17.500.000,00. Foram coletados os dados de consumo de Março de 2014 a 2016, e, a partir do binômio composto pela classificação ABC e do giro do estoque, foram selecionados os itens classe A e de alto giro. Sabe-se que um estoque com baixo giro impacta diretamente nos custos operacionais de qualquer empresa. Com isso, precisa-se analisar o comportamento da demanda de cada item, para se propor um modelo de previsão, e, por conseguinte, estabelecer uma política de estoque. Tal estoque, tanto quanto possível, deve ser enxuto, desde que permita a continuidade das operações. Dado o elevado valor dos itens estocados do estudo em tela, a acurácia dos modelos de previsão de demanda utilizados desempenha um papel fundamental na saúde financeira da empresa, que partindo de uma estrutura mais enxuta, poderá concentrar-se em outros setores internos, estabelecendo assim uma vantagem competitiva.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.