ESTUDO COMPARATIVO SOBRE A VARIEDADE NOS AUTOMÓVEIS NO BRASIL E ESTADOS UNIDOS

Fabio da C. Freitas, Diego de C. Fettermann, Luiz Philipi Calegari

Resumo


O aumento da variedade de produto é mencionado como uma alternativa para atender melhor às necessidades específicas dos clientes. Apesar disso, o aumento de opções no portfólio de produtos pode resultar em uma redução do desempenho operacional da empresa. No setor automobilístico, se verifica um crescente número de opções disponibilizados aos clientes, mesmo que estudos recentes indiquem uma baixa associação entre variedade disponibilizada aos clientes e volume de vendas em alguns mercados. No cenário nacional, os automóveis ainda apresentam uma quantidade restrita de opções de customização comparado com os níveis disponibilizados nos países desenvolvidos. Este estudo tem por objetivo comparar a associação entre variedade disponibilizada nos automóveis brasileiros e americanos com o volume de vendas em cada mercado. Por meio de uma análise de correlação de Spearman, os resultados indicam que a associação entre vendas e variedade externa no mercado brasileiro (ρ=0,642) é maior do que no mercado americano (ρ=0,330). Este resultado indica que a expansão da variedade de automóveis comercializados no mercado nacional pode não ser vantajoso, visto que níveis maiores de variedade, como verificado nos EUA, estão menos associados ao volume de vendas e mostra quais atributos estão mais associados às vendas em ambos os mercados.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.