PRÁTICAS ENXUTAS E FATORES CRÍTICOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DO LEAN HEALTHCARE: UMA ANÁLISE QUALITATIVA A PARTIR DO MÉTODO DELPHI

Byanca P. Augusto, Guilherme L. Tortorella

Resumo


As organizações de saúde estão buscando a adoção de práticas de Sistemas de Produção Enxuta (SPE), dado o aumento de eficiência que podem proporcionar. Sua adaptação aos serviços de saúde é denominada lean healthcare (LH). Contudo, o LH é muitas vezes mal interpretado e tem seu foco de aplicação direcionado principalmente para práticas enxutas (PEs) sem considerar as condições específicas da organização de saúde. Dessa forma, a compreensão acerca dos fatores críticos (FCs) para implementação enxuta do LH merece maior atenção. Apesar de as PEs e FCs serem amplamente estudados, evidências que tratam da compreensão entre o relacionamento de ambos são escassas na literatura. Assim, o trabalho objetiva compreender os relacionamentos entre as PEs e os FCs para a implementação do LH. A partir de uma consolidação da literatura referentes a PEs e FCs, foi possível identificar o nível de relacionamento entre ambos por meio do método Delphi. Esta identificação permitiu o estabelecimento de um direcionamento para adoção das PEs em serviços de saúde, uma vez que foi estabelecido um ranqueamento das práticas mais importantes para a implementação do LH a partir dos FCs identificados.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.